O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 

ORAÇÃO A BOIADEIROS

Oração I

Getruá meu amigo boiadeiro 

Nobre caboclo, dono dos campos e das pastagens, condutor dos homens sofridos na terra batida. 

Tu que guia teu gado pelas porteiras dos caminhos de Ogum, que passa por rios, sob sol e chuva com seu berrante a anunciar tua chegada, com teu chicote em punho, hábil com o laço e não deixa demanda criar. 

Ajuda-me nesta hora, abra as porteiras de meus caminhos, traga no teu laço aqueles que me querem mal, que na sua chibata haja justiça de minha causa, que eu encontre em meus caminhos a solução para meus problemas. 

Retira as demandas de minha vida com teu laço forte, coloque teu chicote à frente dos meus inimigos, que em meu caminho encontre somente porteiras abertas para a minha passagem. 

Salve os boiadeiros! 

Oração II

Xeituá
Tu que guia teu gado pelas porteiras dos
caminhos de Ogum, que passa por rios,
sob Sol e chuva com seu berrante a
anunciar tua chegada, com teu chicote
em punho, hábil com o laço e não deixa
demanda criar, ajuda-me nesta hora,
abra as porteiras de meus caminhos,
traga no teu laço aqueles que me
querem mal, que na sua chibata
haja justiça de minha causa.
Que eu encontre em meus caminhos
a solução pros meus pedidos.
Que Oxalá nos abençoe sempre.

Oração III

Boiadeiro não é Marujo,

Boiadeiro não é pedreiro,

Boiadeiro é tocadô de gado, é lembrado das damas bonitas,

Boiadeiro é sabedô, é laço de corda solta e nó apertado,

Boiadeiro é vencedô, cas bença de nosso sinhô1.

 

 
voltar
 
© 2010 Tenda de Umbanda Caboclo Tupinambá de Oxóssi